Dicas para mamães · Nasceu, e agora?

Como limpar o nariz entupido do bebê

Quando chegam os meses mais frios do ano, os pequenos sofrem com os problemas respiratórios. E um desconforto comum é o congestionamento nasal. Para resolver o problema, uma mãe tailandesa resolveu lançar mão de um método que causou curiosidade em muita gente nas redes sociais! No vídeo compartilhado no Facebook na última terça-feira, 16, ela aparece enchendo uma seringa com soro e, logo em seguida, esguicha o líquido no nariz da filha. O resultado? A solução escorre pela outra narina da garotinha, assim como uma grande quantidade de catarro.

Com quase 50 milhões de visualizações, a filmagem fez pais e mães se questionarem se o método seria mesmo seguro. Segundo Jamal Azzam, otorrinolaringologista do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), o procedimento não está errado e pode, sim, ser realizado nos pequenos: “Não há problema em usar a técnica, porém, é preciso ficar atento ao tipo de seringa que será utilizada, para não ferir o interior do nariz da criança. As mais indicadas são as seringas de rosca, pois elas não têm ponta e, assim, evitam ferimentos”.

Embora esse tipo de limpeza das narinas seja permitido, o especialista lembra que dificilmente os baixinhos ficam tão quietos quanto a menina do vídeo, o que pode acabar complicando o momento da higiene. “Diante dessa dificuldade, o mais indicado é usar um spray de jato contínuo com soro fisiológico ou, então, um aspirador nasal após colocar o soro no nariz. Ele também eliminará o catarro da criança”, esclarece Azzam.

O otorrino ainda alerta os pais para terem cuidado com a intensidade da aplicação nas narinas, caso optem por fazer a lavagem com soro fisiológico direto da seringa: “Se o jato for muito forte, o catarro pode ir para o ouvido e, assim, acabar causando uma obstrução nessa área. Quando a criança é um pouco maior e já aceita com mais facilidade a prática, o ideal é mantê-la com o tórax reto e a cabeça abaixada, com o queixo no peito, pois dessa forma as chances do catarro e do soro irem para a garganta são menores – não que isso seja um problema, mas pode provocar engasgos desnecessários”.

O médico do Hospital das Clínicas também deu orientação quanto à quantidade de soro que os pais devem usar no procedimento: “Em crianças acima de 3 anos, o ideal é utilizar 10 ml em cada narina. Já nos menores dessa faixa etária, o indicado são 5 ml”. Em cada episódio, os cuidadores podem repetir os esguichos até perceberem que o narizinho dos filhotes ficou desobstruído. “Quando o catarro sair clarinho, eles podem parar o processo. A lavagem das narinas deve ser feita, no mínimo, de 3 a 4 vezes por dia”, finaliza Jamal Azzam.

Fonte: http://bebe.abril.com.br/saude/video-que-mostra-como-lavar-nariz-entupido-das-criancas-viraliza/

Aqui em casa, a pneumopediatra do Gui orientou lavar sim e lavar muito o nariz do Gui, para limpar bem e evitar que o catarro desça para os pulmões (Gui teve pneumonia química ai nascer, causada pela aspiração meconial) e vire bronquiolite ou até pneumonia.

Obvio que ele DE TES TA, enxerga a seringa e começa a fazer não com a cabeça, mas a Dra ensinou como segurá-lo, sentadinho, para o procedimento funcionar. E então sim, entra soro por uma narina e sai pela outra PURO RANHO! Depois disso ele fica super aliviado, dá uma choradinha mas segundos depois já está de boas, brincando..

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s