Dicas para mamães

BLW Baby lead weaning

O que é baby-led weaning ou BLW?Baby-led weaning é a denominação em inglês de um método de dar comida a bebês sem o uso de papinhas, purês ou utensílios especiais,privilegiando, em vez disso, que a própria criança leve o alimento à boca, com as mãos.

Entre os primeiros alimentos que você pode tentar estão aqueles com algum formato mais fácil para segurar, como:

Brócolis ou cenoura cozidos

Batata ou mandioquinha cozidas

Banana, pêra, mamão ou outras frutas cortadas. Evite frutas pequenas, como uvas, e mais duras, como maçãs cruas, devido ao risco de engasgo

Ovo cozido

Fatias de pão

Macarrão tipo penne ou fusili (do tipo com um furo no meio)

A ideia de dar alimentos fáceis de segurar é porque, nesta idade, o bebê ainda não desenvolveu o movimento de pinça, aquela habilidade de pegar objetos entre os dedos indicador e polegar. Por enquanto, ele só consegue segurar com a mão inteira.

O método BLW permite que o bebê explore alimentos por conta própria e aprenda a lidar com as diferentes texturas da comida logo de cara.

Muitas famílias que optam por esse tipo de introdução alimentar dizem que as crianças acabam comendo de tudo e são bem mais abertas a novidades. Existe, contudo, pouca pesquisa científica até agora para demonstrar que o método funciona melhor que outras formas de introdução de sólidos, como a tradicional comidinha amassada oferecida na colher.

O que se sabe com certeza é que, desde que o bebê esteja pronto, é importante oferecer pedaços de alimentos mais molinhos, para que ele tenha oportunidade de mastigar.

Crianças que só são apresentadas à comida em pedaços mais tarde, depois dos 10 meses, tendem a ter mais resistência para comê-la e podem ser menos abertas a novas texturas e sabores ao crescer.

Algumas crianças se adaptam melhor começando com comida mais líquida e aos pouquinhos fazendo uma transição mais rápida para comida em pedaços.

FONTE: Baby Center


Como foi aqui em casa:
Começamos a introducao de frutas aos 5 meses (pois o Gui não foi para a escolinha, senao teria sido 15 dias antes de ir para a escolinha) e começamos com papinhas aos 6 meses nunca processadas em liquidificador, sempre esmagadas com garfo pra não perder sabores e texturas, em seguida a nutri ja mandou deixar pedacinhos para ele ir sentindo.
Sempre fiz meio BLW e meio tradicional (mamãe dando super colheradas). Desta forma o Gui sempre brincou, mexeu, conheceu e comeu com a mãozinha e eu complementava com as colheradinhas.
Duas frentes importantes na minha opinião: desenvolver uma relação saudável do Gui com a comida e garantir a pancinha cheia de nutrientes.
No início era uma sujeirada a cada refeição, roupa, mesa, cabelo, chão tudo sujo sempre, dava vontade de desistir, mas hoje ao ver ele derrubando muito pouca comida e escolhendo pegar o brocolis, escolhendo pegar a cenoura, separando o tomate (que eu misturo no feijão e toco pra dentro) vendo que ele prova comidas novas e curte o momento das refeições.
Pede nhamnham (pede comida) e gosta de comer com as mãos. A gente vê que vale a pena insistir!!! Próximo passo ensinar a usar garfinho, sim garfinho porque mamãe come de garfo, papai come de garfo, colher não é bem aceita pelo comilão…
Nem tudo são flores! No início ele rejeitou as papinhas. Todas as papinhas. Com lentinha sem lentilha, com feijão sem feijao, com pure sem pure, com tempero sem tempero. Pensa numa mãe nervosa! Falei com a nutri e foi onde ela sugeriu passar de papinha para pedacinhos. SANTA NUTRI! Ele amou e aceitou (depois de semanas de tentativa e choro dele e meu).
E teve tambem junto com a introdução alimentar o nascimento de dentes. Ele só aceitava o mamá. Nada de comida. E até descobrir que dente tira o apetite do Gui? A gente acha mil doenças! Mas aos poucos vamos conhecendo nossa cria.
Nessas fases de dentinhos eles querem mais colinho e mamá. Seja teta ou dedera, com colinho e chamego, eles querem se sentir acolhidos.
Bom lembrar de testar várias frutas, verduras e legumes para ele provar tudo e para a gente identificar o que ele gosta e o que ele não gosta.
Gui não gosta de mamão, ovo e limão siciliano como tempero. Mas de mamão ele já gostou. Ele ja teve a fase que era banana todo dia. Agora não pode nem ver. Porem estamos na fase das ameixas, uma em cada mão após o almoço. E um pote de uva final da tarde. No meio tempo taco laranja, maça, pessego, etc. Outra fruta que o Gui comia de bandeja era morango. Agora faz cara feia…
Dicas de ouro que recebi:
Fazer “pure” de maça, ameixa, pera… cozinhando as frutas com agua elas podem ser guardadas por mais tempo na geladeira e facilita o transporte (mais facil carregar um pote de pessego cozido do que as frutas in natura na bolsa);
Congelar feijao, lentilha e colocar nas formas de gelo sem tempero. Descongelar a cada refeiçao. As vezes me dura mais de 10
dias!!!
Cozinhar legumes, cortar em porções e congelar. Na geladeira, o legume cozido dura 48 horas sem perder muitas propriedades. No congelamento dura meses. Eu compro cenoura, beterraba, couve, brocolis e moranga. Cozinho tudo separado mas congelo junto, pequenas porções de cada. Gui sempre tem comidinha saudável à mão.
Procurar as frutas, legumes e verduras da estação é uma forma de diversificar o cardápio.

Acho que era isso!!! Super aceito mais dicas e contribuições! Espero ajudar!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s